sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Política Nacional de Juventude

As dimensões da Política Nacional de Juventude

Desde  2005 vários avanços foram registrados em relação à agenda juvenil, a começar pela criação da própria Secretaria e do Conselho Nacional de Juventude, que é inédito na  América Latina, já que o Brasil é o único país da região que possui um conselho voltado especificamente para os jovens. Composto por 60 membros, dos quais 40 são da sociedade civil, o Conjuve veio reforçar ainda mais a democracia participativa, que ganhou destaque ainda maior com a realização da I Conferência Nacional de Juventude, em 2008, em Brasília. O evento mobilizou mais de 400 mil jovens e adultos em todo o país e resultou em um documento com 70 resoluções e 22 prioridades que devem nortear as ações para a juventude em nível federal, estadual e municipal. A Conferência cumpriu seu papel em todos os aspectos, seja da mobilização, do aprofundamento do debate e do fortalecimento da temática juvenil, estimulando a discussão da agenda por parlamentares, prefeitos, secretários e governadores, entre outros agentes públicos. Em dezembro de 2011 a capital federal sediará um novo debate com a realização da 2ª Conferência Nacional de Juventude.
A Dimensão Institucional
A parceria entre o Conselho e a Secretaria Nacional de Juventude foi fundamental para reforçar outra importante dimensão da política juvenil, que é a dimensão institucional. Graças ao trabalho conjunto, os organismos de juventude – secretarias, subsecretarias, conselhos e coordenadorias – se multiplicaram no país e hoje já estão presentes em cerca de mil municípios e 25 estados. Também foram criados os Fóruns Nacionais de Gestores Municipais e Estaduais de Juventude, que vieram fortalecer ainda mais a política juvenil.
A Dimensão Internacional
A Política Nacional de Juventude exige que o Brasil mantenha o intercâmbio permanente com outros países, sobretudo da América Latina, e participe dos debates internacionais sobre o tema, que ganhou novo impulso depois da 18ª Cúpula de Chefes de Estado e de Governo, realizada em 2008, em San Salvador, capital de El Salvador, cuja declaração final incluiu o papel do Estado no estabelecimento de políticas públicas destinadas a melhorar a qualidade de vida dos jovens nos países ibero-americanos. O Brasil integra a Organização Ibero-Americana de Juventude desde 2010. Com sede na Espanha, a OIJ é o único órgão multilateral de juventude no mundo, vinculado à Organização dos Estados Ibero-Americanos, e envolve Portugal, Espanha e os países da América Latina.  Em dezembro de 2009, o Brasil sediou o 2º Encontro de Parlamentares Ibero-Americanos pela Juventude, que foi organizado pela Secretaria Nacional de Juventude em parceria com a OIJ. O evento foi importante para que os parlamentares tomassem conhecimento do conteúdo da Convenção Ibero-Americana, que foi o primeiro Tratado de Direitos Humanos voltado para a Juventude, assinado em 2005, na Espanha, e ratificado por sete países.
No cenário internacional, destaca-se também a Reunião Especializada de Juventude do Mercosul (REJ), que envolve os países do Cone Sul, com a responsabilidade de pensar a política de juventude sob a ótica da integração. No 5º Encontro do Grupo (junho de 2009), o Brasil colocou na pauta o tema Juventude e Trabalho Decente e ressaltou a necessidade de levar a questão às instâncias superiores do Mercosul, visando à construção de uma agenda de trabalho decente voltada para a juventude. A proposta já produziu efeitos e na última reunião de Cúpula (julho de 2009) os presidentes do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela assinaram comunicado conjunto para implementação da referida agenda nos países que compõem o Bloco. Além disso, a SNJ mantém o diálogo institucional com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP, participando de uma agenda comum voltada para a juventude dos países que integram o Grupo.
A Dimensão Legal
Uma outra dimensão, tão fundamental quanto as  outras, é a constituição de um marco legal, que vai permitir ao Brasil consolidar sua política juvenil como uma política de Estado, ou seja, uma política perene e independente da vontade daqueles que estejam governando o país. Com esse objetivo, a Secretaria Nacional de Juventude participou, estimulou e apoiou os debates em torno das três matérias que integram o marco legal da juventude, uma já implementada e duas sob apreciação do Congresso Nacional.  Aprovada e promulgada em julho de 2010, a PEC 042/2008, conhecida como a PEC da Juventude, foi transformada na Emenda Constitucional 65, inserindo o termo "jovem" no texto constitucional, no capítulo dos Direitos e Garantias Fundamentais, a exemplo do que já ocorria com a criança, o adolescente e o idoso. O Estatuto da Juventude, que estabelece a responsabilidade das três esferas governamentais na execução das políticas juvenis, foi aprovado na Câmara dos Deputados em outubro de 2011 e aguarda apreciação do Senado. O Plano Nacional de Juventude, por sua vez, estabelece um conjunto de metas que os governos – federal, estadual e municipal – deverão cumprir em relação à política juvenil em um período de dez anos, e aguarda entrar na pauta de votação da Câmara dos Deputados.
O desafio da Inclusão Social
A inclusão é, sem dúvida, a mais complexa dimensão da política juvenil. Para vencer este desafio, o governo criou programas específicos, a exemplo do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), que oferece elevação de escolaridade, capacitação profissional e inclusão digital.  Criado em 2008, o Programa atua nas modalidades Urbano (que de 2008 a 2011 foi executado pela Secretaria Nacional de Juventude e em 2012 migrará para o Ministério da Educação); Projovem Campo (Ministério da Educação); Projovem Adolescente (Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome) e Projovem Trabalhador (Ministério do Trabalho e Emprego). Mas a política de juventude inclui diversos outros programas, como os Pontos de Cultura e o  ProUni,  que já concedeu milhares de bolsas a jovens até 29 anos, permitindo o seu acesso ao ensino superior em universidades particulares. É importante destacar também, entre outras ações, os investimentos no ensino técnico, com a ampliação das escolas federais de educação profissional em todo o Brasil.
Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Marcos da Política Nacional de Juventude

O papel da juventude é cada vez mais reconhecido como de fundamental importância ao processo de desenvolvimento de qualquer país do mundo.  A Organização das Nações Unidas deu exemplo disso ao eleger o ano de 2010 como o Ano Internacional da Juventude, com o objetivo de encorajar o diálogo e a compreensão entre gerações e estimular os jovens a promover o progresso com ênfase nas Metas do Desenvolvimento do Milênio.  Para mostrar os avanços da agenda juvenil, no Brasil e no mundo, relacionamos alguns fatos que marcaram a Política Nacional de Juventude desde a sua criação, em 2005.
  • 2005 – Lançamento do Projovem
  • 2007 – Lançamento do Projovem Integrado
  • 2007 – Brasil sedia 1ª Reunião Especializada da Juventude do Mercosul no RJ
  • 2008 – 1ª Conferência Nacional de Juventude
  • 2008 – 1º Pacto pela Juventude
  • 2008 – Brasil sedia 4ª sessão da Reunião Especializada da Juventude do Mercosul
  • 2009 – Brasil sedia 2º Encontro de Parlamentares Ibero-Americanos de Juventude
  • 2010 – Brasil assume presidência da  Reunião Especializada da Juventude do Mercosul – REJ
  • 2010 – 2º Pacto pela Juventude
  • 2010 – Aprovada a PEC da Juventude
  • 2010 – Ano Internacional da Juventude
  • 2010 – Brasil sedia Pré-Conferência das Américas e Caribe
  • 2010 – 1ª Conferência Mundial de Juventude realizada no México
  • 2010 – 1ª Mostra do Projovem Urbano
  • 2010 – Brasil passa a integrar a OIJ
  • 2010 - Brasil assume vice-presidência da OIJ na 15ª Conferência Ibero-Americana de Ministros e Responsáveis de Juventude
  • 2011 - Encontro de Alto Nível da ONU sobre a Juventude em Nova Iorque
  • 2011 -  Aprovação do Estatuto da Juventude pela Câmara Federal
  • 2011 -  2ª Conferência Nacional de Juventude

Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

domingo, 4 de dezembro de 2011

Pernambucana Manuela Braga é nova presidenta da UBES


Considerado o mais importante encontro do movimento estudantil brasileiro, ao lado do Congresso da UNE, 39º CONUBES reuniu cinco mil jovens em São Paulo

Terminou neste domingo (4/12) o 39º Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), que reuniu em São Paulo cerca de cinco mil estudantes do ensino fundamental, médio, profissionalizante e pré-vestibular de todos os estados do país. Os encontro começou na quinta-feira e os dois primeiros dias ocorreram no Expo Center Norte. Já a plenária final foi realizada no ginásio do Colégio Salesiano Santa Teresinha. Os jovens elegeram, como nova presidenta, a estudante pernambucana Manuela Braga, de 19 anos, aluna do curso técnico de Saneamento Ambiental no Instituto Federal de Ensino de Educacao, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IF-PE).
Manuela, que vive no Recife e cujos pais vieram do interior do nordeste, terá agora o desafio de percorrer as escolas de todo o país, conhecendo os problemas de cada grêmio e debatendo soluções para a educação brasileira. Torcedora do Sport Club Recife, fã de música brasileira e literatura, ela já havia sido presidente da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas de Recife (UMES) e líder do grêmio de sua escola técnica. (Leia mais abaixo o perfil completo da nova presidente da UBES)
Participaram da votação 1,.561 delegados, estudantes escolhidos em eleições realizadas em escolas de todo o país. A chapa que elegeu Manuela, “Movimento estudantil unificado pelas mudanças do Brasil”, teve 1.288 votos, correspondendo a 82,5% do total. O outro candidato à presidente da UBES foi Gladson Reis, de Belo Horizonte, representando a chapa “Rebele-se: A UBES é para lutar”, que teve 273 votos, 17,5% do total.
Considerado o mais importante encontro do movimento estudantil brasileiro, ao lado do Congresso da UNE, o Congresso da UBES definiu os rumos do movimento estudantil secundarista para os próximos dois anos. Com o tema “Todos juntos por uma educação do tamanho do Brasil”, o encontro serviu também para convocar a manifestação #OcupeBrasília, um acampamento dos jovens na Esplanada dos Ministérios, a partir dessa segunda-feira (5), em defesa da aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE) com 10% do PIB investidos nesse setor.
A estudante Manuela Braga, de 19 anos, aluna do Instituto Federal de Ensino Técnico de Pernambuco (IF-PE), diz que sempre esteve entre as mais estudiosas na escola: “Não consigo não estudar”, revela, rejeitando porém o rótulo de nerd ou cabeçuda. A partir de agora, terá de conciliar as aulas, livros e provas do curso de Saneamento Ambiental com a grandiosa missão de representar todos os milhões de estudantes brasileiros do ensino fundamental, médio, técnico e pré-vestibular como nova presidenta da sexagenária União Brasileira dos Estudantes Secundaristas.
Ao que parece, não será fácil. Nos bastidores do Congresso que a elegeu, visivelmente emocionada, deixa escapar que está com a cabeça, também, nas aulas de biotecnologia. Na verdade, facilidade não é a regra na história de vida dessa jovem nordestina, cuja mãe veio da pequena Nazaré, no interior do Piauí, e o pai de Vicência, no sertão pernambucano. Os dois se mudaram para o Recife nos anos 80, ela como babá e ele como vendedor de marmitas. Hoje, observam o progresso da filha, entre os livros e a militância. Participante da União da Juventude Socialista (UJS), antes de se tornar presidenta da UBES, ela presidiu também a União Metropolitana de Estudantes Secundaristas do Recife e foi líder do grêmio de sua escola técnica.
Comunicativa e animada, torcedora do Sport Clube Recife, fã de forró, MPB e até funk carioca, guarda carinho também pelo teatro e pelo cinema. Na literatura, seu livro favorito é “A Hora da Estrela”, cânone de Clarice Lispector. Curiosamente, o romance conta a vida de outra jovem nordestina, Macabéa, com origens familiares pobres nos rincões do Brasil. No entanto, ao contrário da personagem lispectoriana, cuja triste trajetória é marcada pela exclusão social, pela opressão e o esquecimento no sudeste, Manuela ganha o centro das atenções no debate público do país, tendo muito a falar e disposta a mudar a realidade:
“Sempre me incomodei em conhecer estudantes pobres que não assistiam aula por não ter dinheiro para o transporte, sempre me incomodei em conhecer alunos do turno da noite que não possuíam dinheiro para a alimentação. Essa ainda é a realidade de muitos, não somente no nordeste, mas em todo o país”, afirma. Como principais objetivos de sua gestão Manuela elenca a ampliação do ensino técnico e de projetos como o Pronatec, a reforma do ensino médio aliando a educação propedêutica à aprendizagem profisisonal, o aumento de investimentos na escola pública, a conquista federal da meia-entrada e do passe-livre para estudantes de todos os estados e o fortalecimento das políticas públicas para a juventude no país.
Aleḿ disso, espera ver o movimento estudantil secundarista ainda mais antenado com outras pautas como o meio ambiente, assunto que gosta e domina, e o preconceito contra as mulheres. “Conheço muitas meninas, dentro das escolas desse país, que têm sonhos, inteligência e muita capacidade de participar dos grêmios, da UBES, mas sofrem preconceitos e repressão de todos os tipos. São mal vistas pelos colegas, pela família, pela sociedade que não compreende uma mulher nova e livre, com participação política, poder e voz. Isso precisa mudar”, enfatiza, em um tom que soa como um convite a todas as potenciais jovens Macabéas do Brasil a se tornarem protagonistas na mudança do roteiro de suas vidas e da nação.
Artênius Daniel e Rafael Minoro

Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Congresso da Ubes envolve 7 milhões de estudantes no país


O 39º Congresso Nacional da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (Ubes), o Conubes, está marcado para acontecer entre quinta-feira (1º) e domingo. Durante todo o processo de preparação, cerca de 7 milhões de estudantes foram envolvidos, direta e indiretamente, segundo a organização. Nesta edição, o evento ocorrerá no Centro de Exposições e Convenções Center Norte e no Colégio Salesiano Santa Teresinha, em São Paulo.

O encontro nacional ocorre a cada dois anos e é o maior entre os secundaristas da América Latina com objetivo de eleger um novo presidente e diretoria para o próximo biênio, estimulando o debate político sobre as condições do ensino brasileiro. Haverá também ato político e plenárias que serão realizadas no Colégio Salesiano Santa Teresinha, também na Zona Norte da capital.
Para participar do encontro é necessário se inscrever realizando o pagamento antecipado (informações para depósito abaixo), ou no primeiro dia do congresso. Caso o pagamento seja efetuado anteriormente, é necessário guardar um comprovante ou recibo de pagamento. O credenciamento custa R$ 50 (para delegados) e R$ 70 (para observadores) e o valor inclui alojamento, alimentação e transporte do alojamento para o Expo Center Norte. E podem participar do encontro estudantes dos ensinos fundamental, médio, profissionalizante ou pré-vestibular.
Durante o congresso, os estudantes serão divididos em grupos para debater Educação, direitos e deveres estudantis, questões de gênero, LGBT, entre outros. Haverá também uma programação cultural ao final. Nos últimos dias haverá a plenária final que elegerá o novo presidente da UBES.

Abaixo, vídeo produzido pela UBES, com imagens de congressos pelo Brasil



Veja 'Aqui'


Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Arrumem as malas! Rumo ao 39° Congresso da UBES em São Paulo



Será que já está tudo aí? O 39° Conubes será repleto de atividades, de debates à passeatas no coração da cidade que não para. Esse último e importante detalhe para o Congresso é essencial. O que levar?
HORA DO CHECK-LIST:
- Barraca

- Colchonete e travesseiro

- Kit de primeiros socorros (com remédios que se utiliza normalmente)

- Capa de chuva
- Cantil ou squeeze para água
- Sacos e sacolas plásticas (para lixo e para guardar roupas e calçados sujos)
- Fósforos e um isqueiro
- Filtro solar
- CPrato de plástico ou metal fundo
- Talheres (colher, garfo e faca)adeados pequenos (para a barraca e a mochila)-
- Caneca de plástico

- Pano de prato
- Xampu
- Condicionador
- Sabonete e esponja
- Pasta de dente
- Escova de dente
- Fio dental
- Pente ou escova de cabelo
- Toalha de banho
- Toalhinha pequena
- Papel higiênico
- Absorventes
- Elásticos de cabelo
- Um pouco de sabão em pó ou um pedaço de sabão em barra
- Leve roupas para todo o tipo de clima, São Paulo é a terra da garoa, olha a previsão do tempo
- Saco de dormir
- Isolante térmico, um pedaço de plástico de bolinhas ou folhas de jornal para impedir que a umidade que vem do solo atinja a sua “cama” e penetre pelas costas
- Máquina fotográfica
- Caderninho de anotações e caneta
- Repelente de insetos
- Óculos de sol
- Livro
- Baralho (para o bom e velho truco)

Veja  "Aqui"

Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

39º Congresso da UBES: São Paulo receberá 5 mil jovens de todo país

Movimento estudantil secundarista do Brasil se reúne entre os dias 1 e 4 de dezembro no Expo Center Norte; alunos representantes de escolas e grêmios debaterão o tema “Todos juntos por uma educação do tamanho do Brasil”


Quinze, dezesseis, dezessete anos de idade, nunca é cedo demais para começar a questionar os problemas do país ou do mundo, pintar as caras ou participar de uma campanha na internet, montar um grêmio, debater, ouvir e ser ouvido. Para isso, cerca de cinco mil jovens, estudantes de escolas de todos os estados do país, reúnem-se em São Paulo entre os dias 1 e 4 de dezembro (quinta a domingo) no 39º Congresso da UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas).

Com o tema “Todos por uma educação do tamanho do Brasil”, o congresso acontece no Expo Center Norte e, além desse assunto, terá discussões sobre drogas, saúde dos jovens,desenvolvimento do país, mobilidade e transporte para os estudantes, meia-entrada em eventos culturais e também na Copa do Mundo de 2014. Os estudantes também irão eleger o novo presidente da UBES e decidir os rumos da atuação da entidade para os próximos anos.

Segundo o atual presidente, Yann Evanovick, o encontro acontece “em um momento decisivo para maiores mudanças na educação brasileira”. Atualmente a UBES, em parceria com a UNE, realiza a campanha #educação10, por mais verbas investidas no ensino público do país.
CONVIDADOS

Entre os convidados que irão debater com os estudantes estão Malvina Tuttman, um dos principais nomes do ministério da Educação e presidente do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais); o religioso e líder do movimento negro Frei Davi e Fernando Grostein, diretor do filme “Quebrando Tabu”, documentário que aborda a problemática das drogas e tornou-se famoso pela participação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Confira aqui a programação completa do Congresso da UBES
COMO PARTICIPAR

Podem participar do encontro estudantes dos ensinos fundamental, médio, profissionalizante ou pré-vestibular. É necessário se inscrever realizando o pagamento antecipado (informações para depósito abaixo), ou no primeiro dia do congresso.  Caso o pagamento seja efetuado anteriormente, é necessário guardar um comprovante ou recibo de pagamento. O credenciamento custa R$ 50 (para delegados) e R$ 70 (para observadores) e o valor inclui alojamento, alimentação e transporte do alojamento para o Expo Center Norte.

Dados para depósito:
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PÓS-GRADUANDOS.
BANCO: Banco do Brasil
AGÊNCIA: 4328-1
CONTA CORRENTE: 7337-7
ELEIÇÕES NA UBES

O processo eleitoral do 39º Congresso da UBES começou há cerca de dois meses, e 4,5 milhões de estudantes de todo o Brasil participaram de votações em 5 mil escolas. Todos os delegados nomeados dentro das escolas, quase 12 mil no Brasil todo, participaram das etapas estaduais, quando elegeram os representantes para o Congresso nacional, que será em São Paulo.  Entre os estados que mais elegeram delegados para participar das etapas estaduais, estão São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, com 1995, 1261 e 1035 delegados eleitos, respectivamente.

ESTUDANTES FARÃO GRANDE PASSEATA A PARTIR DO MASP

No segundo dia de congresso, dois de dezembro, os estudantes prometem tomar uma das principais avenidas da cidade de São Paulo, a Avenida Paulista, para a realização de uma grande marcha reivindicando 10% do PIB e 50% do Fundo Social do Pré-Sal para educação. O ponto de encontro da passeata será o vão do MASP (Museu de Arte de São Paulo, às 14 horas.
Essa reivindicação é a principal bandeira de luta do movimento estudantil nacional. (Participe do abaixo-assinado por 10% do PIB para educação clicando aqui). No último dia 31 de agosto, cerca de 12 mil estudantes marcharam nas ruas de Brasília, em uma passeata histórica por maiores investimentos na educação.
HOMENAGEM A EX-PRESIDENTES E À RECONSTRUÇÃO DA UBES

A abertura do congresso, no dia primeiro de dezembro, terá o tema “30 anos de reconstrução da UBES – E ainda tem gente que diz que isso é coisa de criança”. A entidade foi perseguida e extinta pela ditadura mililtar, voltando a se organizar em 1981. Haverá também homenagens a importantes personalidades da vida nacional que começaram sua trajetória dentro da UBES. Entre os ex-militantes do movimento secundarista no Brasil estão desde a presidenta Dilma Rousseff ao ex-ministro da cultura Juca Ferreira.
(Confira matéria sobre a reconstrução da UBES aqui). 
 Serviço:

O que: 39 º Congresso da UBES

Data: de 1 a 4 de dezembro

Local: em São Paulo, no Expo Center Norte

Informações no email: ubesecundarista@gmail.com

Fonte: EstudanteNet


Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

Conferência do PCdoB elege Moisés Diniz presidente para sucessão de Edvaldo Magalhães.


Veja no Blog: RAÍZES E TRONQUEIRAS

Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Uma Mulher Dirigindo a Maior Entidade Estudantil Secundarista do Brasil

Na noite do último dia vinte e um, o movimento “Tenho algo a Dizer” indica sua candidata a presidente da UBES: Manuela Braga! Pernambucana, conhecida por Manu, e, estudante de saneamento ambiental do Instituto Federal de Pernambuco. Manu foi vice-presidente do grêmio do CEFET, depois foi presidente do Grêmio do IFPE, foi presidente da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco – UMES/PE e, atualmente, é a 1ª Diretora de Escolas Técnicas da UBES.


 Com apenas 19 anos Manu já liderou grandes lutas no estado de Pernambuco. Esteve presente em todas as lutas contra o aumento de tarifas do transporte público, foi responsável pela conquista da participação institucional dos estudantes na gestão democrática do IFPE, fazendo com que hoje o grêmio do IFPE tenha assento em todos os conselhos desta instituição. E não pára por aí, a liderança de Manu foi decisiva para a transformação da CEFET – PE em Instituto Federal, para a conquista da reserva de vagas de 50% para os estudantes de escola pública no IFPE e, sem dúvida, para a conquista da gratuidade da Universidade de Pernambuco para os estudantes pernambucanos.

A escolha de nossa candidata aconteceu num clima efusivo, com muita unidade e emoção pela Direção Nacional da UJS. Os motivos já são claros, mas Manu carrega ainda a leveza e determinação política que, sem dúvida, fará uma UBES ainda maior, com prestígio social e com a cara e cores dos estudantes brasileiros. Mas, para que a gente chegue lá, ainda falta percorrer uma estrada: levar mais e mais delegados ao 39º Congresso da UBES, combater a dispersão, ganhar o debate e os estudantes brasileiros para a nossa opinião!


E por falar em cara dos estudantes brasileiros, cada vez mais esta cara tem sido das mulheres! A sociedade em que vivemos nos leva a conviver com vários tipos de opressão, mas a indignação e rebeldia da juventude permite que o movimento “Tenho algo a Dizer” vá além do discurso e combata na prática estas opressões. A juventude experimenta mais, se indigna mais e é isso que faz o nosso movimento ter elegido como presidente da União Estadual dos Estudantes Secundaristas do Rio de Janeiro, a jovem negra e homossexual, Mel. É isso que nos levou a eleger Jéssica como Presidente da UGES – GO, Bárbara na AMES – RJ, Brenna na ACES – CE, Isadora na UCMG, Dani na AME – MT e Nicole na UPES.


A participação das mulheres na política e nos espaços de poder é uma luta de todos os membros do movimento “Tenho algo a Dizer”, homens e mulheres. À medida que nós lutamos pelo desenvolvimento social, pela reforma da educação brasileira, nós precisamos promover as mulheres em todos os lugares, pois é impossível desenvolver o nosso país sem a participação decisiva das mulheres. A eleição da Presidente Dilma é um marco importante para esta luta e, com certeza, inspira muitas mulheres pelo Brasil afora. E, é neste rumo que nós do movimento “Tenho algo a Dizer” pretendemos seguir batalhando para eleger Manu presidente da UBES.



Anne Cabral
Diretora M.E. Secundarista
União da Juventude Socialista

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

UJS mulher

"Nós, da União da Juventude Socialista, buscamos um Brasil onde homens e mulheres tenham salários iguais, um país que reconheça na maternidade uma função social,  e onde o fantasma da violência doméstica e sexual seja combatido com instrumentos públicos. Acreditamos que homens e mulheres devem caminhar lado a lado em busca do socialismo, para assim conseguir o avanço social."
Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Juventude socialista? Por quê?

Muita gente ainda não entende porque nós, jovens da UJS, gostamos de política, simpatizamos pelo socialismo, e queremos mudar esta sociedade, que a maioria acha que não há mais jeito.
Estas coisas são tão simples... Gostamos de política porque ela está presente em toda a nossa vida, toda mesmo, quer exemplos? Ao usarmos um fardamento de um colégio, ao exigirmos nossos direitos por lei, ao cumprirmos nossos deveres de cidadãos, tudo isso depende da política... Viu? A política não é só as eleições e os governantes de municípios, estados e nações, mas sim uma coisa que faz parte do nosso dia-a-dia, e como faz! Aqui no Brasil vivemos em um governo democrático, onde podemos eleger candidatos, líderes, cobrar deles, opinar sobre suas atitudes e etc. Então está explicado porque gostamos da política.
Mas por que o socialismo? Somos jovens socialistas porque acreditamos que esta sociedade capitalista tende a se corromper cada vez mais, e não podemos esperar que a mesma acabe com tudo para tomarmos uma atitude, "Acabe com tudo?" Sim, o capitalismo só quer saber de lucros sem se preocupar com as classes sociais menos favorecidas, pouco se importa com as questões ambientais, explora riquezas naturais de países pobres e não dão chances dos mesmos melhorarem a qualidade de vida de suas populações e sem falar nas crises, que agora afetam o mundo inteiro e tendem a acontecer cada vez em um menor intervalo de tempo. Por isso somos jovens que tentam mudar esta sociedade, e mesmo sendo desanimado por muitos, temos garra para lutar e conseguir nossos ideais, porque o primeiro passo nós já demos, que foi iniciar a luta, agora só temos de dar continuação à mesma, e certamente, daremos com muito estilo! VIVA A JUVENTUDE SOCIALISTA!

                                                                                                                      Artur Alves da Silva
Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Um dia de lazer da UJS

No último domingo alguns membros da UJS foram para a chácara do Pelé, para um dia de lazer. Não é por falta de opção de diversão em nosso município que deixamos de nos divertir!










"Juventude: a parte da população que é julgada como “revoltada”, por querer o melhor para todos, mas mesmo assim, nós jovens, temos o orgulho de dizer “somos revoltados, sim, nós somos indignados com tudo aquilo que não nos convém” e enquanto nessa sociedade houver coisas que nos desagradem, continuaremos assim, revolucionários, mas acima de tudo felizes, pois sempre estaremos defendendo os nossos ideais!" 

Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Os jovens...

Os jovens aspiram um mundo novo; 
Os jovens lutam para o mundo não parar do jeito que está; 
Os jovens quando derrotados são motivados para lutar mais; 
Os jovens possuem ideias, as mais radicais possíveis; 
Os jovens têm sonhos de todos os formatos e cores; 
Os jovens quando se manifestam certamente serão ouvidos; 
Os jovens percebem o mundo, de um jeito que só quem é jovem consegue enxergar; 
Os jovens são o presente; 
Os jovens são os responsáveis pelo sucesso do país; 
Os jovens são o futuro... 

Por; Claudione Souza (Diretora de comunicação da UJS Taraucaense)

Vandalismo em Tarauacá: Obras do anel viário estão sendo destruídas por marginais.


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Um Aniversário Muito Especial!

PARABÉNS CHAGAS BATISTA!
Hoje, exatamente dia 11 de novembro de 2011, é o aniversário de uma pessoa muito importante para o município de Tarauacá, principalmente para o partido Comunista do Brasil – PC do B, como também para todos os amigos e familiares, desse homem que em toda sua trajetória de vida mostrou sempre que está disposto a ser mais que um irmão, mais que um amigo, mais que um cidadão. Falar dessa pessoa, para nós que somos mais próximos a ele, é uma missão fácil e ao mesmo tempo difícil. Fácil porque, Chagas Batistaé um ser humano transparente, responsável, honesto e que gosta das coisas simples da vida. Difícil pelo fato de que ele não aceita contradições que não tenham fundamentos óbvios. Sua vida de lutas e de muitos desafios nos mostrou que para se fazer política não precisa usar de artifícios ilícitos e sim fazer uso de um bom diálogo. Dessa forma, podemos nos considerar privilegiados por ter sempre ao nosso lado uma pessoa que sempre buscou seu espaço, sem precisar prejudicar ninguém. Sabemos que você camarada, terá ainda uma longa e difícil jornada pela frente e que não lhe faltarão obstáculos tentando lhe derrubar, denegrir a sua imagem como homem público. Mas, forças também não lhe faltarão para se arriscar e vencer as ousadias e ciladas que a vida lhe impuser. Saiba guerreiro que amigos de verdade são poucos, diria que são raros, porém a sua capacidade de agregar aliados que só querem seu bem é enorme. Por isso seja sempre muito firme em seus propósitos e nunca se deixe abater por questões burocráticas ou de má fé. Se você tem um sonho individual realize e se tem um sonho coletivo busque-o com todas as suas forças. A mudança que o mundo precisa começa quando pensamos no nosso próximo, quando fazemos algo pelo social, por alguém que realmente precisa e você faz isso muito bem, o problema é que você não costuma divulgar seus feitos e isso para a nossa da sociedade é imperdoável.

No entanto, existem pessoas e pessoas, você é um ser que veio com uma missão e que para colocá-la em prática precisa ser compreendido no que sabe fazer melhor, que é ser hoje melhor que ontem e amanhã, melhor que hoje. Camarada seja sempre feliz pelo que faz pelo que diz pelo que pensa. E saiba que se você chegou até aqui é porque Deus em sua plenitude tem um plano especial em sua vida. Nunca pense em desistir dos seus objetivos. Seja sempre autêntico, como sempre foi, pois a vida é às vezes tão curta que não vale apenas ficar perdendo tempo com detalhes fúteis. E aconteça o que acontecer, estaremos sempre pertinho para lhe dizer.

Obrigado por você existir e nos dá oportunidade de sermos seus amigos e PARABÉNS por ser esse homem de fibra e de fé que sempre foi, é e será.

A FELICIDADE ETERNA NÃO EXISTE, MAS OS MOMENTOS FELIZES QUE PASSAMOS AO LADO DE QUEM AMAMOS, NOS FAZ SENTIR FELIZES E REALIZADOS SEMPRE!
Essa é uma pequena homenagem de seus camaradas do PC do B, UTM, STTR, AMBAC, SINTAR,UJS familiares e amigos.